fbpx

Dicas para Lives de Ocultismo e MagiaPosted by on


Olá.

Este ano nós estamos observando um grande avanço no número de lives feitas nos mais diversos canais de propagação de conteúdo, seja instagram, facebook ou youtube, as mais diversas pessoas aparentam estar “dando as caras” nessas plataformas, tentando trazer um conteúdo com o qual se identificam para outros espectadores.

No meio Ocultista/Magista, vemos uma crescente desde um projeto que começou em março e se estendeu até meados de agosto: a OculTV. A partir daí, começou a proliferação dos canais e outros meios.

Não estou aqui para puxar sardinha e dizer que fizemos um ótimo trabalho, mas o que ficou claro é que algumas pessoas se destacaram, outra nem tanto e eu gostaria de puxar uma sardinha aqui para o meu lado para que, com isso, eu possa ajudar você de algum jeito.

Bom… vou te falar o que eu faço para mostrar lives bacanas e, quem sabe, você possa usar algumas dessas dicas para fazer também:

Escolha o tipo de live

Há vários modelos de lives e você pode criar o seu, mas nunca pense que uma live consiste em ligar a câmera e “falar pra um pessoal ai”. Você pode fazer entrevista, mesa redonda, palestra, perguntas e respostas, desabafos, informativas. Há uma infinidade, mas é sempre melhor você saber QUAL TIPO SERÁ O SEU, e qual tipo você se dá melhor, que às vezes, não é o que você mais gosta.

Muita gente acha bacana o formato de perguntas e respostas, mas não tem segurança para responder, não está pronto para “pegadinhas” ou “testes” de seu público. Ou não tem público para manter a dinâmica por tempo suficiente, o que faz aqueles “vazios” acontecerem, que deixa todo mundo desconfortável. Dá uma olhada no que você tá fazendo e no que você pode fazer.

Roteiro

Ao contrário do que todo mundo pensa, um roteiro é ótimo ATÉ para lives mais livres, aquelas de catarse. É legal você dar uma pensada no tema, talvez até fazer uma simulação e anotar os principais tópicos, para te dar um caminho a seguir. Começar a falar sem se planejar pode ser muito legal, mas pode fazer uma live de 1 hora durar 10 minutos, pode encher sua comunicação de proselitismo e deixar a coisa beeeeem enrolada e desinteressante. Eu costumo parar 2 horas antes da live e reler tudo o que já fiz, para ver se preciso adicionar ou retirar coisas. Sim, as vezes escrevemos coisas de mais e mudamos o foco do assunto.

Entrevista

Se você for fazer uma entrevista, lembre-se sempre que o astro da live é o entrevistado, não você. O público está lá porque você disse que seu convidado estaria, então deixe ele brilhar. Sim, isso é um ótimo exercício para o Ego.

Cuidado extra: muitas pessoas não ficam confortáveis na frente da câmera. Então esteja sempre preparado para ter que FAZER seu convidado brilhar.

Pesquisa

Não importa quão bom você é naquilo que vai falar, pesquise para a live. Se é uma entrevista, se tem convidados, pesquise sobre ele. Veja vídeos, tenha assuntos que são do interesse dele e tente se inteirar sobre isso.

Se a live é sobre um tema seu mesmo, como as minhas são sobre Magia e Hermetismo, então dê uma lida no assunto.

Uma coisa muito importante:

Na faculdade, a gente aprende (na época do TCC) a “estreitar o foco” da pesquisa. Isso quer dizer que falar sobre Hermetismo pode ser uma senhora confusão, porque é um tema muito grande, muito largo.

Que tal, então, falar sobre “sete leis herméticas”? Sobre a história do Corpus Hermeticum? Sobre a aplicação da filosofia Hermetista na vida de pessoas que estão passando pela quarentena?

Não entenda isso como um “refrear da criatividade” ou “segurar informação”, o fato é que você pode explicar melhor sobre um assunto do que explicar sobre muitos. Isso dará mais vídeos, claro, mas será melhor.

Ensaie

Principalmente se você é novo na coisa (e se não fosse, não estaria lendo isso) e não está acostumado a apresentações e tudo o mais. Falar na frente de uma plateia já é complicado, mas é mais fácil que falar na frente de uma câmera. Isso porque, na maioria das vezes, você consegue saber se o público está gostando ou não e fazer pequenas adaptações em uma palestra para o público, mas não dá pra ter esse termômetro em uma live. As reações, muitas vezes, não acontecem e quando acontece, geralmente são para falar mal de você. Na internet, todo mundo fala mal.

Ensaiar um pouco do que você vai fazer é essencial para tirar da frente coisas como as manias linguísticas, como o meu “éééééé” ou o famoso “né”. Essas ferramentas são usadas para dar tempo para seu cérebro concatenar as próximas ideias, mas com o tempo fica chato pacas para o público.

Ponha ordem!

Sim… por mais caótico que a coisa seja, sempre existe uma ordem. Dá uma olhada nas lives de mesa redonda que eu fiz (aqui, aqui e aqui): raramente um convidado fala por cima do outro e, quando isso acontecia, eu sempre interferia de alguma forma. Na mesa do bar isso é bem legal, mas a gente não tá na mesa do bar e não temos a interação em uma live, que temos no bar. A principal diferença é que no bar nós conseguimos ouvir todas as vozes e na internet, a maioria dos softwares de stream não colocam todas as vozes juntas.

Outra coisa interessante é que você precisa levar o assunto para onde ele tem que ir. A responsabilidade da condução é sua, as perguntas são suas e você que precisa fazer isso. Tente ser sucinto nas perguntas para dar tempo para o convidado falar.

Concatenação

Divida sua live em blocos, mesmo que isso não aconteça de verdade. Pegue dois, três, quatro assuntos e divida o tempo da live entre eles, colocando o mais legal do meio para o final, lembrando que nem todo mundo chega na sua live no começo. Se o convidado começar a ir para outras paragens, faça perguntas que o faça voltar. Isso deixa as coisas mais organizadas e mais harmoniozas, o que faz com que todo mundo entenda o que tá acontecendo.

Engaje

Faça o possível para colocar sua plateia na entrevista, mas não deixe que elas sejam maiores do que o convidado e você. Engaje, comente, converse, dê risada, mas lembre-se que você está trabalhando e a plateia, se divertindo.

Tenha foco

Isso é importante para um cara-le-ô.

Eu sei que todo mundo espera fazer um canal do Youtube como diversão, mas sei também que ninguém faz vídeos no youtube para que ninguém veja. Ter foco aqui quer dizer que você precisa não só se decidir (fazer ou não fazer), mas também terá que decidir se isso será para nada ou para alguma coisa. Se for o segundo caso, você vai ter que aprender a ver gráficos, compreender as preferencias de seu público e trabalhar para isso.

Você pode intercalar as coisas também. Nem sempre eu faço vídeos sobre o que eu quero, nem sempre chamo pessoas que me interessam, muito tem a ver com o que os inscritos me dão, afinal, são eles que vão ver o vídeo. Acho desafiante você fazer uma puta entrevista com um convidado que você não conhece, nunca viu e não sente nada por ele.

Carisma é tudo

E se você não tem, você pode começar a ter a partir do momento que você percebe que não tem… rsrsrs… parece difícil, mas fica de olho na sua audiência, aprende a escutar mais as críticas do que os elogios e, principalmente, aprenda a diferenciar o que é uma crítica construtiva de uma simples crítica vazia.

Dá pra extrair muita coisa legal de haters, acredite.

Ignore o Anael

Assim que você começar a aparecer, ele também aparecerá. Provavelmente te oferecendo ajuda ou coisa assim. Eu não sou ninguém para dizer o que você tem que fazer, mas fique ciente que ele é tipo um agiota: vai cobrar de você e o preço será caro. Assim que você deixar de trata-lo como um deus, ele virá com os vídeos de ataque.

No fundo, os ataques são tão ferozes quanto o de uma criança mimada, mas enchem o saco. Então… se minha opinião vale, simplesmente o ignore.

Bom… acho que a priori, é isso. Segue esses passos ai e vê no que dá 😉

Inscreva-se para receber as novidades!

* obrigatório

Sobre esse assunto, você pode se aprofundar lendo:

Saiba mais sobre isso assistindo os vídeos abaixo:

0 0 votes
Article Rating

hermetismo e...

Causa e Efeitohermetismoiniciadolei do gênerolei do mentalismolei do penduloleis herméticasmundo magicoprofanorelacionamentovirus

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
× Como posso te ajudar?